Pular para o conteúdo principal

Difícil


Vislumbrando a aparente improbabilidade da situação atual, soa-me como escrita antes de que fosse. Ao meditar no conhecimento da tremenda força, habilidade e capacidade das mãos daquEle que detém o poder de escrever, a aparência de planejamento se torna certeza de que assim ocorreu.
A certeza do conhecimento do plano anteriormente feito não desvaloriza a presença da concretização de um conceito anteriormente vago. O efeito, na verdade, é oposto a aparente resposta sentimental esperada quando não conhecemos aquEle que abençoa ao determinar, pois reconheço que a Sua escrita é providencial e maravilhosamente graciosa.
Talvez eu esteja descrevendo aqui as cores da realidade e a perspectiva das mesmas de forma mais abrilhantada do que lhe pareçam ou até mesmo do que a lógica racional, preocupada prevenção da descoloração anteriormente já experimentada, me recomendaria a fazer, porém, nos recentes dias, ocultar a reação dos meus olhos ao olhá-la está tornando-se cada vez mais próximo de alcançar a impossibilidade.
Não estou, porém, a afirmar algum tipo de suficiência obtida através da alegre graça de tê-la perto, mas sim que toda a sequência de fatos internamente em nós e externamente a nós é uma demonstração do nosso aprendizado sobre a origem de toda a satisfação.
Permita-me, agora, ser sincero. Ao considerar tudo, sem descartar a hipótese de estar equivocado, não sinto peso de dúvidas, e isto é algo bastante novo. Ainda que racionalmente controlado e grato pelo tempo e pela graça de cada coisa ter seu tempo, paira em meu coração a sensação de certeza de que não haverão mais novas tentativas, pois após a confirmação do conceito da vontade prescritiva dEle em como eu deveria buscar-te, conhecer-te fez com que a ideia viesse a realidade, parecendo-me parte de um grande e imerecido plano dEle.
Este pequeno escrito está notavelmente ficando mais romantizado conforme é descrito. A causa disso é que a contenção do significado explícito sentimental das palavras sob a complexidade da organização das mesmas não está sendo suficientemente efetiva para ocultar como a vejo e como sou grato pela situação corrente.
Decido que é hora de parar com a escrita, antes que eu não contenha mais a expressão da agradabilidade de escrever um texto sobre o tema aqui tratado.

Que Deus nos abençoe e que seja feita a vontade dEle acima da nossa e, se eu fosse tu, leria novamente o Prepare-se.

Comentários