Pular para o conteúdo principal

Convivência em Grupo (2)


Há algum tempo neste blog, escrevi sobre minha dificuldade em interagir com pessoas. Ainda sim, mesmo sabendo que sou uma pessoa bem chata de se conviver, Deus me concedeu a honra de participar deste grupo. Eu realmente amo cada uma dessas pessoas. Liderança atual, lideranças antigas, integrantes atuais, integrantes antigos. Melhor companhia que tive em toda a minha vida. Mesmo quando eu não possuía intimidade com ninguém do grupo, a existência dele como um refúgio fazia a diferença suficiente para eu me manter no Caminho. Aprendi defeitos e qualidades individuais de cada pessoa do grupo, aprendi a lidar com isso, aprendi a desejar não querer machucar alguém com meus defeitos e lutar para que isso não acontecesse. Muita coisa aconteceu ali e muitas pessoas importantes para mim estão ali ou passaram por ali. Talvez no futuro, próximo ou não, eu possa fazer algo de bom para este grupo.

/****************************************************************/

Um mês se passou desde que iniciei esta postagem e não terminei. Tive a oportunidade de rever estes amigos dos quais eu falava acima durante o final de semana que passou. Foi um momento muito bom e revelador. Pude ver quem realmente se importa com como estou e quem gosta de estar comigo mesmo sabendo como sou complicado de conviver. Me esforço para tentar ser legal, mas não sou assim por natureza. Conviver em sociedade de forma amável é um desafio. Preciso decidir amar as pessoas a todo o momento.
Ainda sim, notei fugas, sentimentos bloqueados e coisas do tipo que conheço bem, pois faço muito, mas mesmo quando encontro alguém que trate seus sentimentos de forma semelhante a como eu trato, não sei lidar com a pessoa, pois não sei lidar comigo mesmo, mas ainda sim foi revelador.  Não falarei mais por ser um grupo pequeno e nomes seriam facilmente identificados. O que quero dizer é que realmente amo aquele grupo e que fazem muita falta na minha rotina. Tem ficado claro pra mim que Deus me trouxe aqui para ajudar outras pessoas, jovens talvez, a encontrarem um grupo e uma base como eu encontrei. Devido aos meus problemas com "socializar", eu não faço a mínima ideia de como farei isso, mas é o que preciso fazer, então é o que farei. Se vai dar certo ou errado isso não depende mais de mim completamente. Não quero mais desperdiçar os presentes e habilidades que Ele me dá.
Quero dizer que vocês todos do JUBAM, incluindo os que passaram por ali e não estão mais, ou talvez os que não são tão próximos, ou mesmo aqueles que fogem da possibilidade de se aproximar de mim por "n" razões. Também aqueles que eu já, em algum momento, fugi da possibilidade de me aproximar mais. Bom, todos vocês. Eu os amo e vocês fazem, fizeram e provavelmente ainda farão muita diferença na minha vida.
Deus os abençoe

Comentários