Pular para o conteúdo principal

CONDENADO?

Quando abriu os olhos, a luz do sol o fez fechar novamente, a noite tinha sido difícil como todas as outras. O fim da noite significava o final de um sofrimento e o começo de outro.
Uma grande dor, quase insuportável, no abdômen, forçava ficar encurvado e quase não conseguia levantar o corpo do chão coberto com jornais e cartões... Precisava procurar comida, qualquer coisa...
Sem comer nada havia muitas horas, tinha sido torturado durante a noite, violentado pela fome, pela solidão, pelo frio... Foi alvo de todo o tipo de abuso, humilhado pela dor, principalmente por aqueles que se aproveitam da dor dos outros.
Os braços e as pernas muito finas, as marcas de agulha... Marcas de noites em que a solução dos problemas ficava por conta das drogas.
Olhou em volta para ver se os outros companheiros de sua triste vida ainda estavam por ali... Estavam sim ainda dormindo, ignorando o dia, como se não fizessem parte da vida normal. Viu crianças indo para a escola, escola? Esse seria o lugar para onde deveria ir também, mas não tem lugar para crianças assim...Que não existem...
Nove anos de vida, uma longa vida para quem tem tantos sofrimentos, seria melhor que acabasse logo! Certamente não chegará nem até aos quinze anos, pois por toda sua pequena vida sofreu sem saber por que, todas as vezes que seu corpo doído definhava, estava só... Apenas os abutres esperando seu fim.
A dor da fome era insuportável, olhou para a calçada tentando ver alguém que se importasse, pois um dia ouviu falar que existiam pessoas assim... Pai... Mãe... Irmãos... Família... Amigos... Professores...
Prestou atenção em um casal bem vestido que saía de um belo carro novinho, fitou seus olhos neles e tentou levantar-se... Pedir ajuda... O homem olhou para ele e dirigiu-se a mulher dizendo: “ Esse, já está condenado”. Depois saíram em direção a seus compromissos...
Condenado? Por quem?
Pelo governo?
Pela sociedade?
Pela família?
Por aquele casal que estava passando?
Por mim que estou escrevendo isto?
Ou será por você que está lendo?
Talvez não estivesse condenado se pelo menos eu orasse por ele...






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários